Disfunção sexual: Avaliação de mulheres durante o terceiro trimestre gestacional

Ana Eliza Rios de Araújo Mathias, Ana Carolina Rodarti Pitangui, Vanessa Alves Arantes, Halana Gabriela Vasconcelos e Freitas, Francynne Maryanne Ferreira Vilela, Thaís Guimarães Dias

Resumo


Introdução: Disfunção sexual (DS) é caracterizada pela falta, excesso, desconforto e/ou dor no desenvolvimento do ciclo da resposta sexual, se manifestando de forma persistente ou recorrente. Objetivo: Determinar a prevalência das disfunções sexuais femininas em gestantes de baixo risco no terceiro trimestre e verificar sua associação com fatores de risco. Métodos: É um estudo transversal composto por 102 gestantes de baixo risco durante o terceiro trimestre gestacional e com vida sexual ativa, que estiveram em acompanhamento nos postos de saúde das cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) entre setembro de 2013 e março de 2014. Para isso, utilizou-se uma ficha de dados pessoais, com características sociodemográficas e clínicas e o questionário Female Sexual Function Index (FSFI). Foram calculadas prevalências e possíveis associações por meio do teste do χ2. Em todas as análises foi adotado o nível de significância de p˂0,05. Intervalos de confiança (IC95%), quando determinados, foram exatos. Resultados: Do total da amostra, 45,1% apresentaram disfunção sexual com taxa média de função sexual feminina de 26,15. Os menores escores de domínios foram em desejo e excitação. Ocorreu ainda associação de disfunção sexual com paridade. Conclusão: O presente estudo evidenciou uma taxa moderada de mulheres com disfunção sexual no terceiro trimestre gestacional, mostrando uma diminuição significativa em todos os domínios do FSFI. Além disso, constatou-se diferença estatisticamente significativa na associação de disfunção sexual com a variável paridade. Contudo, não foi encontrada diferença significativa na disfunção sexual com a variável idade, índice de massa corpórea, escolaridade e renda familiar.


Palavras-chave


gravidez; prevalência; sexualidade

Texto completo:

PDF

Referências


Abdo CHN, Fleury HJ. Aspectos diagnósticos e terapêuticos das disfunções sexuais femininas. Rev Psiquiatr Clín. 2006;33(3):162-7. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832006000300006

Abdo CHN. Quociente sexual feminino: um questionário brasileiro para avaliar a atividade sexual da mulher. Diagn Tratamento. 2009;14(2):89-1.

Ferreira ALCG, Souza AI, Amorim MMR. Prevalência das disfunções sexuais femininas em clínica de planejamento familiar de um hospital escola no Recife, Pernambuco. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2007;7(2):143-50. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292007000200004

American Psychiatric Association (APA). Diagnostic and statistical manual of mental disorders: DSM-5. 5th ed. Arlington: APA; 2013.

Jaafarpour M, Khani A, Khajavikhan J, Suhrabi Z. Female sexual dysfunction: prevalence and risk factors. J in Diagn Res. 2013;7(12):2877-80. http://dx.doi.org/10.7860/JCDR/2013/6813.3822

Lima SMRR, Silva HFS, Postigo S, Aoki T. Disfunções sexuais femininas: questionários utilizados para avaliação inicial. Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo. 2010;55(1):1-6.

Lucena BB, Abdo CHN. Considerações sobre a disfunção sexual feminina e a depressão. Diagn Tratamento. 2012;17(2):82-5.

Abdo CH, Oliveira WM Jr, Moreira ED Jr, Fittipaldi JA. Prevalence of sexual dysfunctions and correlated conditions in a sample of Brazilian women--results of the Brazilian study on sexual behavior (BSSB). Int J Impot Res. 2004;16(2):160-6. http://dx.doi.org/10.1038/sj.ijir.3901198

Leite APL, Campos AAS, Dias ARC, Amed AM, Souza E, Camano L. Prevalence Of sexual dysfunction during pregnancy. Rev Assoc Med Bras. 2009;55(5):563-8. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302009000500020

Afshar M, Mohammad-Alizadeh-Charandabi S, Merghti-Khoei ES, Yavarikia P. The effect of sex education on the sexual function of women in the first half of pregnancy: a randomized controlled trial. J Caring Sci. 2012;1(4):173-81. http://dx.doi.org/10.5681/jcs.2012.025

Ferreira DQ, Nakamura MU, Souza E, Mariani Neto C, Ribeiro MC, Santana TGM, et al. Função sexual e qualidade de vida em gestantes de baixo risco. Rev Bras Ginecol Obstet. 2012;34(9):409-13. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032012000900004

Aslan G, Aslan D, Kızılyar A, Ispahi C, Esen A. A prospective analysis of sexual functions during pregnancy. Int J Impot Res. 2005;17(2):154-7. http://dx.doi.org/10.1038/sj.ijir.3901288

Yeniel AO, Petri E. Pregnancy, childbirth, and sexual function: perceptions and facts. Int Urogynecol J. 2014;25(1):5-14. http://dx.doi.org/10.1007/s00192-013-2118-7

Hentschel H, Alberton DL, Capp E, Goldim JR, Passos EP. Validação do Female Sexual Function Index (FSFI) para uso em língua portuguesa. Rev HCPA. 2007;27(1):10-4.

Leite APL, Moura EA, Campos AAS, Mattar R, Souza E, Camano L. Validação do Índice da Função Sexual Feminina em grávidas brasileiras. Rev Bras Ginecol Obstet. 2007;29(8):396-401. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032007000800003

Wiegel M, Meston C, Rosen R. The female sexual function index (FSFI): cross-validation and development of clinical cutoff scores. J Sex Marital Ther. 2005;31(1):1-20. http://dx.doi.org/10.1080/00926230590475206

Cerejo AC. Disfunção sexual feminina: prevalência e factores relacionados. Rev Por Clín Geral. 2006;22(6):701-20.

Prado DS, Mota VPLP, Lima TIA. Prevalência de disfunção sexual em dois grupos de mulheres de diferentes níveis socioeconômicos. Rev Bras Ginecol Obstet. 2010;32(3): 139-43. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032010000300007

Basson R. Women’s sexual dysfunction: revised and explanded definitions. CMAJ. 2005;172(10):1327-33. http://dx.doi.org/10.1503/cmaj.1020174

Bancroft J, Loftus J, Long JS. Distress about sex: a national survey of women in heterosexual relationships. Arch Sex Behavior. 2003;32(3):192-208.

Pitangui AC, Gomes MR, Lima AS, Schwingel PA, Albuquerque AP, de Araújo RC. Menstruation disturbances: prevalence, characteristics, and effects on the activities of daily living among adolescent girls from Brazil. J Pediatr Adolesc Gynecol. 2013;26(3):148-52. http://dx.doi.org/10.1016/j.jpag.2012.12.001




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v40i2.734

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Mathias et al.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.