Análise do conteúdo imagético de nutrição humana em livros didáticos de Ciências aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático 2014

André Amaral Gonçalves Bianco

Resumo


Introdução: As mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida da população brasileira nas últimas décadas têm contribuído para o aumento do número de casos de sobrepeso e obesidade. A educação nutricional é estratégia fundamental para o enfrentamento desse problema e, no Brasil, é recente a preocupação com ela. Mesmo após décadas de debates sobre esse assunto, ainda é escasso o número de materiais didáticos adequados. Objetivo: Nesta pesquisa objetivou‑se analisar quantitativamente e qualitativamente as imagens relacionadas à educação nutricional de livros didáticos aprovados no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Métodos: Foi realizado um estudo transversal descritivo, no qual se utilizou o método de análise de conteúdo. Foram analisadas nove coleções de livros didáticos de Ciências aprovadas pelo PNLD 2014. Resultados: A análise de nove coleções de livros didáticos de Ciências aprovados pelo PNLD 2014 revelou falhas no conteúdo imagético. Foram encontradas 328 imagens com distinção para os temas anatomia e fisiologia do sistema digestório, em detrimento da apresentação de conteúdos relacionados ao sobrepeso e à obesidade. Em relação às patologias associadas à nutrição, ainda são enfatizadas patologias tradicionalmente apresentadas nos livros didáticos, como o bócio. Conclusão: Há necessidade de revisão do conteúdo imagético presente nos livros didáticos para que este sirva de contribuição ao combate do sobrepeso e da obesidade.


Palavras-chave


materiais de ensino; ensino fundamental e médio; nutrição da criança.

Texto completo:

PDF

Referências


World Health Organization (WHO). Physical Status: the use and interpretation of anthropometry. Report of a WHO expert commitee. Technical Report Series, n.854. Geneva: WHO; 1995.

Boog MCF. Educação nutricional em serviços públicos de saúde. Cad Saúde Pública. 1999;15(supl.2):S139‑47. http://dx.doi.org/10.1590/S0102‑311X1999000600014

Coitinho DC, Leão MM, Recine E, Sichieri R. Condições nutricionais da população brasileira: adultos e idosos. Brasília: INAN; 1991. p. 39.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) [Internet]. Pesquisa de orçamento familiar. Disponível em: http://www.ibge. gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pof/default. shtm. Acesso em: 23 jun. 2015.

Boog MCF [Internet]. Educação nutricional: Por que e para que? J Unicamp. 2004. Disponível em: http://www.unicamp.br/unicamp/

unicamp_hoje/jornalPDF/ju260pag02.pdf. Acesso em: 23 jun. 2015.

Santos LAS. Educação alimentar e nutricional no contexto da promoção de práticas alimentares saudáveis. Rev Nutr. 2005;18(5):681‑92. http://dx.doi.org/10.1590/S1415‑52732005000500011

Triches RM, Giugliani ERJ. Obesidade, práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares. Rev Saúde Pública. 2005;39(4):541‑47. http://dx.doi.org/10.1590/S0034‑89102005000400004

Thakur N, D’Amico F. Relationship of nutrition knowledge and obesity in adolescence. Fam Med. 1999;31(2):122‑7.

Reinehr T, Kersting DM, Chahda C, Wollenhauot A, Andler W. Nutritional knowledge of obese and non obese children. J Pediatr Gastroenterol Nutr. 2001;33(3):251.

Wang Y, Monteiro CA, Popkin BM. Trend of obesity and underweight in older children and adolescentes in the USA, Brazil, China and Russia. Am J Clin Nutr. 2002;75(6):971‑7.

Batista Filho M, Souza AL, Miglioli TC, Santos MC. Anemia e obesidade: um paradoxo da transição nutricional brasileira. Cad Saúde Pública. 2008;24(Suppl2):S247‑57. http://dx.doi.org/10.1590/S0102‑311X2008001400010

Rodrigues LPF, Roncada MJ. Educação nutricional no Brasil: evolução e descrição de proposta metodológica para escolas. Com Ciências Saúde. 2008;19(4):315‑22.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de atenção à saúde. Departamento de atenção básica. Guia alimentar para a população brasileira; promovendo a alimentação saudável. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.

Gaglianone CP. Estudo do conteúdo relacionado à nutrição em livros didáticos de Ciências utilizados no ensino fundamental brasileiro. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 1999.

Linden SLR. Educação alimentar e nutricional no ensino fundamental: conexões ou desconexões? Dissertação (Mestrado) – Universidade do Vale dos Sinos, Novo Hamburgo, 1999.

França VH, Margonari C, Schall VT. Análise do conteúdo das leishmanioses em livros de Ciências e Biologia indicados pelo Programa Nacional de Livros Didáticos (2008/2009). Ciênc Educ. 2011;17(3):625‑44. http://dx.doi.org/10.1590/S1516‑73132011000300007

Ducrot O. Referente. Enciclopédia Einaudi. Linguagem‑Enunciação. v.2. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda; 1984.

Amador F. As imagens no ensino da Geologia. Formação de professores: cadernos didácticos. Série ciências. v. 2. Aveiro: Universidade de Aveiro, 1998.

Schall VT. Educação e divulgação científica sobre moluscos de importância médica: breve análise de materiais informativos sobre esquistossomose. In: Encontro Brasileiro de Malacologia. Rio de Janeiro: 2010. p. 391‑403.

Campos CJG. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Rev Bras Enferm. 2004;57(5):611‑14. http://dx.doi.org/10.1590/S0034‑71672004000500019

Nicklas T, Johnson R, American Dietetic Association. Position of the American Dietetic Association: dietary guidance for healthy children ages 2 to 11 years. J Am Diet Assoc. 2004; 104(4):660‑77. http://dx.doi.org/10.1016/j.jada.2004.01.030

Institute of Medicine. Panel on Dietary Reference Intakes for Electrolytes and Water. Dietary Reference Intakes for Water, Potassium, Sodium, Chloride, and Sulfate. Washington: National Academy of Sciences; 2004.

Birch LL. Childhood Overweight: Family environmental factors. In: Chen C, Dietz WH, editors. Obesity in Childhood and adolescence. Philadelphia: Lippincot Willians & Wilkins; 2002. p. 207‑22.

Dietz WH. Childhood obesity. In: Shils ME. Modern Nutrition in Health and Disease. Baltimore: Williams & Willians; 1999. p. 1071‑80.

Dietz WH. Policy and environmental changes related to the prevention and treatment of childhood and adolescent obesity. In: Chen C, Dietz WH. Obesity in Childhood and Adolescence. Philadelphia: Lippincot Williams and Wilkins, 2002. p. 273‑86.

Bellizzi MC, Dietz WH. Workshop on childhood obesity: summary of the discussion. Am J Clin Nutr. 1999;70(1 part 2):S173‑5.

Williams CL, Gulli MT, Deckelbaum RJ. Prevention and treatment of childhood obesity. Curr Atheroscler Rep. 2001;3(6):486‑97.

Mayer RE. Introduction to multimedia learning. 2005a. In: Mayer RE. The Cambridge handbook of multimedia learning. Cambridge: Cambridge Universty Press; 2005. p. 31‑48.

Levie W, Lentz R. Effects of text illustrations: a review of Research. Res Educ Communic Technol J. 1982;30(4):195‑232. http://dx.doi.org/10.1007/BF02765184

Belmiro CA. A imagem e suas formas de visualidade nos livros didáticos de Português. Educ Soc. 2000;21(72):11‑31.




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v40i3.803

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 André Amaral Gonçalves Bianco

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.