Nursing records: reflections on daily care

Main Article Content

Mayara Mota Araujo
Samanta Oliveira da Silva Diniz
Paulo Sérgio da Silva

Abstract

The purpose of the present essay was to reflect on the conceptual considerations of nursing records in care dimension. This is a narrative review on nursing records from a theoretical and contextual point of view. The critical synthesis was produced from dissertations theses linked to the Coordination of Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) in the field of Fundamental Nursing; current articles with more than 100 citations in Google Scholar, especially those addressing a significant core for reflection; and nursing records. The material produced was submitted to Bardin’s content analysis and grouped in a descriptive unit entitled “scientific messages from daily care nursing records”. It contains reflective remarks on the forms and contents of records from care situations resulting from the nurse-client meetings in different settings. The (in)conclusions of the materials point out to enciphered, unreadable nursing records full of erasures, spelling mistakes, blank spaces between annotations, and contents that privilege biomedical knowledge and the indiscriminant use of abbreviations and acronyms.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Araujo, M. M., Diniz, S. O. da S., & Silva, P. S. da. (2017). Nursing records: reflections on daily care. ABCS Health Sciences, 42(3). https://doi.org/10.7322/abcshs.v42i3.920
Section
Review Articles
Author Biographies

Mayara Mota Araujo, Maternidade Escola, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ)

Enfermeira residente na Maternidade Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro (RJ), Brasil.

Samanta Oliveira da Silva Diniz, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil./Escola de Ciências da Saúde, Universidade do Grande Rio (UNIGRANRIO) – Duque de Caxias (RJ)

Doutora em Ciências pelo Programa de Pós Graduação em Enfermagem e Biociências da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Professora, Escola de Ciências da Saúde, Universidade do Grande Rio, Duque de Caxias (RJ), Brasil.

Paulo Sérgio da Silva, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) – Rio de Janeiro (RJ), Brasil./Curso de Graduação em Enfermagem, Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) – Teresópolis (RJ)

Doutor em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2016). Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2012). Especialista em Processos de Mudança nos Serviços de Saúde e no Ensino Superior (2009) e Graduado em Enfermagem (2008), ambas realizadas no Centro Universitário Serra dos Órgãos.

References

1. Nightingale F. Notas sobre enfermagem: o que é e o que não é. Tradução de Amália Correa de Carvalho. São Paulo: Cortez; 1989.

2. Diniz SOS, Silva PS, Figueiredo NMA, Tonini T. Qualidade dos registros de enfermagem: reflexões analíticas em suas formas e conteúdos. Rev Enferm UFPE. 2015;9(10):9616-23.

3. Machado DA, Figueiredo NMA. Registros de enfermagem: a mensagem sobre o cuidado contida na linguagem escrita. Rev Pesq Cuid Fundam. 2010;2(Suppl.):293-7.

4. Meneghetti FK. O que é um ensaio-teórico? RAC. 2011;15(2):320-32.

5. Rother ET. Systematic literature review X narrative review. Acta Paul Enferm. 2007;20(2). http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001

6. Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições; 1977.

7. Japiassú H, Marcondes D. Dicionário básico de filosofia. Rio de Janeiro: Zahar; 2006.

8. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 514, de 5 de maio de 2016. Guia de Recomendações para os registros de enfermagem no prontuário do paciente e outros documentos de enfermagem. Brasília: COFEN; 2016.

9. Leonardi RCA. Avaliação dos aspectos éticos e legais dos registros de enfermagem na parada cardiorrespiratória em hospital escola do Paraná. Dissertação (Mestrado) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto: 2005.

10. Carvalho CJA, Nogueira MS. Análise dos registros de enfermagem em uma unidade cirúrgica de um hospital escola público. Rev Gaúcha Enferm. 2006;27(4):524-31.

11. Fontes CMB. Perfis de diagnósticos de enfermagem antes e após a implementação da classificação da NANDA-I. Tese (Doutorado) - Universidade de São Paulo. São Paulo: 2006.

12. Oguisso T. Dimensões ético-legais das anotações de enfermagem no prontuário do paciente. Rev Paul Enferm. 2003;22(3):245-54.

13. Diniz SOS. Modus operandi de registrar: diagnóstico situacional e propostas de intervenção. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 2013.

14. Machado DA. Registros de enfermagem: a mensagem sobre o cuidado contida na linguagem escrita. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 2010.

15. Reda E. Instrumento de registro utilizado na avaliação em sala de recuperação pós-anestésica: importância na continuidade da assistência ao paciente cirúrgico. Dissertação (Mestrado) - Universidade de São Paulo. São Paulo: 2006.

16. Setz VG, D’Innocenzo M. Avaliação da qualidade dos registros de enfermagem no prontuário por meio da auditoria. Acta Paul Enferm. 2009;22(3):313-7.

17. Matsuda LM, Silva DMP, Évora YDM, Coimbra JAH. Anotações/registros de enfermagem: instrumento de comunicação para a qualidade do cuidado. Rev Eletr Enf. 2006;8(3):415-21.

18. Gomes DC, Cubas MR, Pleis LE, Shmeil MAH, Peluci APVD. Termos utilizados por enfermeiros em registros de evolução do paciente. Rev Gaúcha Enferm. 2016;37(1):1-8. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.01.53927

19. Silva JA, Grossi ACM, Haddad MCL, Marcon SS. Avaliação da qualidade das anotações de enfermagem em unidade semi-intensiva. Esc Anna Nery. 2012;16(3):576-81. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452012000300021

20. Nomura ATG, Silva MB, Almeida MA. Qualidade dos registros de enfermagem antes e depois da Acreditação Hospitalar em um hospital universitário. Rev Latino-Am Enfermagem. 2016;24:e2813. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0686.2813

21. Fernández-Sola C, Granero-Molina J, Mollinedo-Mallea J, Gonzales MHP, Aguilera-Manrique G, Ponce ML. Desarrollo y validación de un instrumento para la evaluación inicial de enfermería. Rev Esc Enferm USP. 2012;46(6):1415-22. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000600019