Registros de enfermagem: reflexões sobre o cotidiano do cuidar

Mayara Mota Araujo, Samanta Oliveira da Silva Diniz, Paulo Sérgio da Silva

Resumo


O presente ensaio teve por objetivo refletir sobre as considerações conceituais dos registros de enfermagem em sua dimensão assistencial. Trata-se de uma revisão narrativa que discutiu os registros de enfermagem sob o ponto de vista teórico e contextual. A síntese crítica foi produzida a partir das dissertações e teses vinculadas à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) com aderência à área de Enfermagem Fundamental; artigos atuais com mais de cem citações pesquisados no Google Acadêmico, sobretudo os que discorrem sobre o núcleo significativo para a construção das reflexões; e registros de enfermagem. O material produzido foi submetido à análise de conteúdo de Bardin e agrupado em uma unidade descritiva intitulada “mensagens científicas dos registros de enfermagem para o cotidiano do cuidar”. Nessa pesquisa estão contidas as análises reflexivas sobre as formas e os conteúdos dos registros provenientes das situações de cuidar ocorridas a partir do encontro estabelecido entre a enfermagem e o paciente nos diversos cenários do cuidado. As (in)conclusões dos materiais analisados apontaram para registros de enfermagem cifrados, ilegíveis, presença de rasuras, erros ortográficos, espaço em branco entre as anotações, conteúdos que privilegiam o saber biomédico e uso indiscriminado de abreviaturas e siglas. 


Palavras-chave


enfermagem; cuidados de enfermagem; registros de enfermagem

Texto completo:

PDF

Referências


Nightingale F. Notas sobre enfermagem: o que é e o que não é. Tradução de Amália Correa de Carvalho. São Paulo: Cortez; 1989.

Diniz SOS, Silva PS, Figueiredo NMA, Tonini T. Qualidade dos registros de enfermagem: reflexões analíticas em suas formas e conteúdos. Rev Enferm UFPE. 2015;9(10):9616-23.

Machado DA, Figueiredo NMA. Registros de enfermagem: a mensagem sobre o cuidado contida na linguagem escrita. Rev Pesq Cuid Fundam. 2010;2(Suppl.):293-7.

Meneghetti FK. O que é um ensaio-teórico? RAC. 2011;15(2):320-32.

Rother ET. Systematic literature review X narrative review. Acta Paul Enferm. 2007;20(2). http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições; 1977.

Japiassú H, Marcondes D. Dicionário básico de filosofia. Rio de Janeiro: Zahar; 2006.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 514, de 5 de maio de 2016. Guia de Recomendações para os registros de enfermagem no prontuário do paciente e outros documentos de enfermagem. Brasília: COFEN; 2016.

Leonardi RCA. Avaliação dos aspectos éticos e legais dos registros de enfermagem na parada cardiorrespiratória em hospital escola do Paraná. Dissertação (Mestrado) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto: 2005.

Carvalho CJA, Nogueira MS. Análise dos registros de enfermagem em uma unidade cirúrgica de um hospital escola público. Rev Gaúcha Enferm. 2006;27(4):524-31.

Fontes CMB. Perfis de diagnósticos de enfermagem antes e após a implementação da classificação da NANDA-I. Tese (Doutorado) - Universidade de São Paulo. São Paulo: 2006.

Oguisso T. Dimensões ético-legais das anotações de enfermagem no prontuário do paciente. Rev Paul Enferm. 2003;22(3):245-54.

Diniz SOS. Modus operandi de registrar: diagnóstico situacional e propostas de intervenção. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 2013.

Machado DA. Registros de enfermagem: a mensagem sobre o cuidado contida na linguagem escrita. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 2010.

Reda E. Instrumento de registro utilizado na avaliação em sala de recuperação pós-anestésica: importância na continuidade da assistência ao paciente cirúrgico. Dissertação (Mestrado) - Universidade de São Paulo. São Paulo: 2006.

Setz VG, D’Innocenzo M. Avaliação da qualidade dos registros de enfermagem no prontuário por meio da auditoria. Acta Paul Enferm. 2009;22(3):313-7.

Matsuda LM, Silva DMP, Évora YDM, Coimbra JAH. Anotações/registros de enfermagem: instrumento de comunicação para a qualidade do cuidado. Rev Eletr Enf. 2006;8(3):415-21.

Gomes DC, Cubas MR, Pleis LE, Shmeil MAH, Peluci APVD. Termos utilizados por enfermeiros em registros de evolução do paciente. Rev Gaúcha Enferm. 2016;37(1):1-8. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2016.01.53927

Silva JA, Grossi ACM, Haddad MCL, Marcon SS. Avaliação da qualidade das anotações de enfermagem em unidade semi-intensiva. Esc Anna Nery. 2012;16(3):576-81. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452012000300021

Nomura ATG, Silva MB, Almeida MA. Qualidade dos registros de enfermagem antes e depois da Acreditação Hospitalar em um hospital universitário. Rev Latino-Am Enfermagem. 2016;24:e2813. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0686.2813

Fernández-Sola C, Granero-Molina J, Mollinedo-Mallea J, Gonzales MHP, Aguilera-Manrique G, Ponce ML. Desarrollo y validación de un instrumento para la evaluación inicial de enfermería. Rev Esc Enferm USP. 2012;46(6):1415-22. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000600019




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v42i3.920

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Mayara Mota Araujo, Samanta Oliveira da Silva Diniz, Paulo Sérgio da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.