Atuação fisioterapêutica em um indivíduo com lúpus eritematoso sistêmico associado à artrite reumatoide e à fibromialgia

Matheus Santos Gomes Jorge, Karina Garbin, Poliana Luisa Müller, Lia Mara Wibelinger

Resumo


Introdução: As doenças reumáticas podem manifestar-se de forma isolada ou concomitante, como, por exemplo, o lúpus eritematoso sistêmico, que pode associar-se à artrite reumatoide e à fibromialgia, comprometendo a funcionalidade e a qualidade de vida. O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos da fisioterapia na dor, na força de preensão palmar, no equilíbrio postural, no nível de incapacidade e na qualidade de vida de um indivíduo com lúpus eritematoso sistêmico associado à artrite reumatoide e à fibromialgia. Relato de caso: Mulher, 56 anos, diagnosticada com lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatoide e fibromialgia há 14 anos. Sua queixa principal era dor generalizada e intensa em diversos pontos do corpo. Foram avaliados a dor, a força de preensão palmar, o equilíbrio postural, o nível de incapacidade e a qualidade de vida. O indivíduo realizou 30 sessões de fisioterapia (cinesioterapia e hidrocinesioterapia), duas vezes por semana, entre os meses de agosto e novembro de 2015, na Clínica e Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo. Após a intervenção, houve diminuição da dor em 5 pontos e da incapacidade em 30%; aumento da força de preensão palmar em 2,2 kgf (mão direita) e 1,2 kgf (mão esquerda); e do equilíbrio postural em 6 pontos. Como consequência, a qualidade de vida do indivíduo melhorou. Conclusão: A fisioterapia demonstrou-se eficaz na diminuição da dor e da incapacidade, no aumento da força de preensão palmar bilateral e do equilíbrio postural e na melhora da qualidade de vida em um indivíduo com lúpus eritematoso sistêmico associado à artrite reumatoide e à fibromialgia.


Palavras-chave


lúpus eritematoso sistêmico; artrite reumatoide; fibromialgia; exercício; fisioterapia; hidroterapia

Texto completo:

PDF

Referências


Haliloglu S, Carlioglu A, Akdeniz D, Karaaslan Y, Kosar A. Fibromyalgia in patients with other rheumatic diseases: prevalence and relationship with disease activity. Rheumatol Int. 2014;34(9):1275-80. http://dx.doi.org/10.1007/s00296-014-2972-8

Freire EAM, Souto LM, Ciconelli RM. Medidas de avaliação em lúpus eritematoso sistêmico. Rev Bras Reumatol. 2011;51(1):70-80.

Peres JMC, Tedde PFB, Lamari NM. Fadiga nos portadores de lúpus eritematoso sistemático sob intervenção fisioterapêutica. Mundo Saúde. 2006;30(1):141-5.

Batista JC, Borges AM, Wibelinger LM. Tratamento fisioterapêutico na síndrome da dor miofascial e fibromialgia. Rev Dor. 2012;13(2):170-4. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-00132012000200014

Wibelinger LM, Molin VD, Myra RS, DeMarco M. Perfil de uma população portadora de artrite reumatoide em um município do interior do Rio Grande do Sul. Efdeportes. 2015;19(202).

Petean FC, Voltarelli JC, Donadi EA, Lousada Júnior P, Carvalho IF. Tratamento farmacológico das doenças reumáticas. Medicina. 1997;30(4):522-531.

Myra RS, DeMarco M, Zanin C, Wibelinger LM. Kinesiotherapy for quality of life, pain and muscle strength of rheumatoid arthritis and systemic lupus erythematosus patient. Case report. Rev Dor. 2015;16(2):153-5. http://dx.doi.org/10.5935/1806-0013.20150029

Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR). Lúpus. 2011. Disponível em: http://www.reumatologia.com.br/PDFs/LES_Cartilha_ PDF_COMPLETO_2011.pdf. Acesso em: 21 jun. 2016.

Aparicio VA, Ortega FB, Heredia JM, Carbonell-Baeza A, Sjöström M, Delgado-Fernandez M. Handgrip strength test as a complementary tool in the assessment of fibromyalgia severity in women. Arch Phys Med Rehabil. 2011;92(1):83-8. http://dx.doi.org/10.1016/j.apmr.2010.09.010

Iop RR, Shiratori AP, Ferreira L, Borges Júnior NG, Domenech SC, Gevaerd MS. Capacidade de produção de força de preensão isométrica máxima em mulheres com artrite reumatoide: um estudo piloto. Fisioter Pesq. 2015;22(1):11-6. http://dx.doi.org/10.590/1809-2950/12371922012015

Myra RS, DeMarco M, Pancotte J, Rodrigues D, Secchin L, Sobral D, et al. Força de preensão palmar em um indivíduo portador de lúpus eritematoso sistêmico e artrite reumatóide: um estudo de caso. Efdeportes. 2015;20(209).

Bilberg A, Ahlmen M, Mannerkorpi K. Moderately intensive exercise in a temperate pool for patients with rheumatoid arthritis: a randomized controlled study. Rheumatology. 2005;44(4):502-8. http://dx.doi.org/10.1093/rheumatology/keh528

Santo ASE, Mango PC, Assumpção A, Sauer JF, Marques AP. Fibromyalgia: is there association between balance and pain? A pilot study. Fisioter Pesq. 2014;21(1):27-33. http://dx.doi.org/10.1590/1809-2950/341210114

Alves CT, Barros MFA, Oliveira EA, Carvalho AGC, Lucena NMG, Costa SML, et al. Abordagem fisioterapêutica ao portador de lúpus eritematoso sistêmico: relato de caso. Rev Bras Cienc Saúde. 2012;16(2):109-14. http://dx.doi.org/10.4034/RBCS.2012.16.s2.15

Jorge MSG, Myra RS, Schnornberger CM, Ranzi C, Wibelinger LM. Hidrocinesioterapia na dor e na qualidade de vida em indivíduos portadores de fibromialgia. Rev Inspirar. 2016;8(1):29-33.




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v42i1.952

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Matheus Santos Gomes Jorge, Karina Garbin, Poliana Luisa Müller, Lia Mara Wibelinger

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.