Entendimento do Tribunal de Justiça do Pará sobre o erro médico na esfera penal

Isabel de Fátima Alvim Braga, Laila Zelkcovicz Ertler, Helena Beatriz da Rocha Garbin

Resumo


Introdução: O processo por erro médico costuma ter impacto profundo tanto na vida profissional como na vida pessoal do médico. Entretanto, como a judicialização da medicina é recente, carece de estudos com análise dos fatos a partir da dupla perspectiva da Medicina e do Direito. Objetivo: Analisar os processos da esfera penal do Tribunal de Justiça do Pará. Métodos: Foi realizada uma pesquisa por palavra-chave no site do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA) com o termo de pesquisa: “erro médico”. Resultados: Foram encontrados 42 julgados jurisprudenciais. Desses, 24 foram excluídos, pois: 4 eram repetições; 19 eram crimes não cometidos por médicos e 1 por tratar de difamação. Ocorreu uma prescrição e três processos ainda não haviam sido julgados na primeira instância. Dos 14 processos julgados, houve 6 condenações e 8 absolvições. A distribuição por especialidades se deu da seguinte maneira: 8 na ginecologia-obstetrícia (GO); 4 na emergência clínica; 2 na cirurgia geral; 1 em anestesiologia/cirurgia plástica; 1 em oftalmologia; 1 em ortopedia; e 1 em radiologia. Conclusão: Os casos de acusação de supostos erros cometidos por médicos no exercício de suas especialidades ainda são raros no panorama geral do Pará. As especialidades ligadas à cirurgia e às situações de emergência, principalmente GO, foram as principais envolvidas nesse tipo de processo. 


Palavras-chave


direito penal; responsabilidade técnica; medicina defensiva; erros médicos

Texto completo:

PDF

Referências


Lavery JP. The physician’s reaction to a malpractice suit. Obstet Gynecol. 1988;71(1):138-41.

Raveesh BN, Nayak RB, Kumbar SF. Preventing medical-legal issues in clinical practice. Ann Indian Acad Neurol. 2016 O;19(Suppl 1):S15-20. http://dx.doi.org/10.4103/0972-2327.192886

Couto Filho AF, Pereira AP. A improcedência no suposto erro médico. Rio de Janeiro: Lumen Júris; 1999.

Robles-Elías FJ, Peña-Nina D, Díaz-Barriga E, Robles-Morales R. Decriminalize medical procedures? A first approach from a dual perspective: medicine and law. Ginecol Obstet Mex. 2014;82(12):828-38.

Nagpal N. Do legal issues deserve space in specialty medical journals? J Assoc Physicians India. 2016;64(2):86-7.

Poder Judiciário. Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJEP). Pesquisa de jurisprudência. Disponível em: http://www.tjpa.jus.br/PortalExterno/institucional/Acordaos-e-Jurisprudencia/168242-Pesquisa-de-Jurisprudencia.xhtml. Acesso em: 21 jun. 2017.

Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Justiça em números 2016: ano-base 2015. Brasília: Poder Judiciário; 2016.

Maia DB, Figueiredo Neto JA, Abreu SB, Silva DSM, Brito LMO. Perfil dos processos por erro médico em São Luís. Rev Pesq Saúde. 2011;12(2):18-22.

Bitencourt AGV, Neves NMBC, Neves FBCS, Brasil ISPS, Santos LSC. Análise dos erros médicos em processos ético-profissionais: implicações na educação médica. Rev Bras Educ Med. 2007;31(3):223-8. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022007000300004

Ertler LZ, Braga IFA, Pereira RBM, Aquino RM, Silva BAF. Erro médico na esfera penal no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Rev AMRIGS. 2017. No prelo.

Udelsmann A. Responsabilidade civil, penal e ética dos médicos. Rev Assoc Med Bras. 2002;48(2):172-82. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302002000200039

Koeche LG, Cenci I, Bortoluzzi MC, Bonamigo EL. Prevalência de erro médico entre as especialidades médicas nos processos julgados pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina. Arq Catarin Med. 2013;42(4):45-53.

Cohen D, Chan SB, Dorfman M. Malpractice claims on emergency physicians: time and money. J Emerg Med. 2012;42(1):22-7. http://dx.doi.org/10.1016/j.jemermed.2008.06.014

Eagan MC. Bariatric surgery: malpractice risks and risk management guidelines. Am Surg. 2005;71(5):369-75.

Casey BE, Civello Jr. KC, Martin LF, O’Leary JP. The medical malpractice risk associated with bariatric surgery. Obes Surg. 1999;9(5):420-5. http://dx.doi.org/10.1381/096089299765552684

Ishak G, Feitosa Junior NQ, Meireles WM, Magalhães TC, Costa CS, Carvalho RDG. Aspectos epidemiológicos de pacientes com lesões iatrogênicas das vias biliares. Rev Para Med. 2015;29(2):33-8.

Braga IFA, Vieira KO, Martins TGDS. Civil liability of the ophthalmologist in the São Paulo Court of Appeals. Einstein. 2017;15(1):40-4. http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082017AO3781

Silva JAC, Brito MVH, Oliveira AJB, Brito NB, Gonçalves RS, Fonseca SNS. Sindicâncias e processos ético-profissionais no Conselho Regional de Medicina do Pará: evolução processual no período de 2005 a 2007. Rev Bras Clin Med. 2010;8(1):20-4.




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v42i3.987

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Isabel de Fátima Alvim Braga, Laila Zelkcovicz Ertler, Helena Beatriz da Rocha Garbin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.